Fitch eleva rating para BBB+(bra)


Classificação reflete crescimento e consolidação do modelo de negócio do banco digital

 

São Paulo, 15 de junho de 2021 – Após seguidos resultados operacionais positivos, o banco digital Agibank teve sua classificação elevada pela agência Fitch Ratings de BBB para BBB+(bra), com perspectiva de longo prazo estável (relatório na íntegra). Além disso, o rating da primeira emissão de letras financeiras do banco também foi elevado para BBB+, de BBB.

A melhora na avaliação leva em conta fatores como a governança corporativa da instituição, qualidade dos ativos, diversificação das fontes de captação e estabilidade de indicadores de rentabilidade de forma geral nos últimos anos. “O reconhecimento com a elevação na avaliação de risco é resultado de uma melhora substancial na qualidade da carteira de crédito, da diversificação paulatina das fontes de funding e da estratégia de entregar produtos e serviços que solucionam as reais necessidades do nosso público”, afirma Thiago Souza Silva, CFO e diretor de Relações com Investidores do Agibank.

O Agibank tem consolidado o modelo de negócios e crescido nas principais frentes de atuação, chegando a mais de 760 hubs em todo o território nacional e ampliando a base de clientes, que chegou já alcançou 3,0 milhões de pessoas. Junto a isso, registrou fortalecimento da carteira de crédito, que cresceu 47,6% no primeiro trimestre de 2021 em relação ao mesmo período do ano anterior, e redução significativa da inadimplência, que passou de 26,6% da carteira de crédito bruta no primeiro trimestre de 2020 para 8,7% em março deste ano.

“O avanço nos ratings comprova que estamos no caminho certo para expandir o alcance da população brasileira a produtos e serviços bancários sem burocracia, unindo o digital ao físico de forma ágil e descomplicada, de forma sustentável e segura. O aporte de R$ 400 milhões da Vinci Partners ajudou a tirar alguns planos do papel e alavancar nossa estratégia omnichannel, expandindo nossa rede em todo o País e desenvolvendo novas soluções de produtos financeiros e não financeiros”, comenta Marciano Testa, fundador e CEO do Agibank.